Dois projetos de mãos dadas- 5ºA

O projeto interdisciplinar “Saúde/ Alimentação Equilibrada/ Exercício Físico” inserto no Plano Curricular de Turma e o projeto “No encalço do património/ Para além dos Muros da Escola” deram as mãos, e no dia das comemorações do 1º dos Santos Populares diligenciaram uma caminhada pela natureza, com os alunos do 5ºA, acompanhados pelos professores Isilda Monteiro e Pedro Soeiro, rumaram até à Anta de Mamaltar de Vale das Fachas.

ANTA DE MAMALTAR DE VALE DE FACHAS (Viseu, Rio de Loba)

Monumento funerário (sepultura coletiva de inumação) do Neolítico/Calcolítico, que corresponde a um típico grande dólmen da Beira Alta. O Monumento foi descoberto em 1911 por José Coelho, que o escavou em 1912. Da escavação resultou a recuperação de espólio arqueológico que foi integrado na coleção privada daquele investigador, doada ao Município de Viseu em 1979, após a sua morte.

Anta de câmara poligonal alargada e corredor longo, com orientação a SE. Os esteios da câmara encontram-se sobrepostos e inclinados para o interior.  O corredor tem de comprimento 6,45 metros e é mais largo à entrada da câmara, afunilando à medida que se aproxima do exterior. Os esteios estão dispostos lado a lado.

Pode ser feita, no seguinte link, uma visita virtual.

https://www.poloarqueviseu.pt/360/megalitismo/mamaltar/index.html


Atentos à explicação

[Best_Wordpress_Gallery id=”74″ gal_title=”Atentos à explicação – #1″]

À descoberta enquanto o professor Pedro cortava alguns fetos e silvas que teimam em crescer.

[Best_Wordpress_Gallery id=”77″ gal_title=”Dois projetos de mãos dadas- 5ºA – #2″]

Momentos de descanso, de convívio e partilha.

Encontro da “Cache”


Descoberta do Baloiço

[Best_Wordpress_Gallery id=”79″ gal_title=”Dois projetos de mãos dadas- 5ºA – #3″]

Esta atividade foi um excelente contributo para o enriquecer de conhecimentos, a prática do exercício físico, a descoberta do património histórico, o desenvolvimento pessoal e social e o fortalecimento da ligação da escola com o meio local.  Chegamos cansados, pois as temperaturas elevadas provocaram algum desconforto, mas mais conhecedores e felizes.